terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

"Pela janela do meu quarto, vejo o tempo passando; as pessoas sorrindo, chorando, vivendo. As observo com inveja de sua liberdade; como eu queria ser outra pessoa, ser quem eu realmente quero ser; mas estou presa e não posso ao menos tentar fugir, sem sofrer uma punição." K.V.

Nenhum comentário:

Postar um comentário